Para quem está precisando de dinheiro para pagar dívidas, contas ou outras necessidades, pode ser frustrante saber que você tem um dinheiro parado que resolveria os seus problemas, mas você não pode usá-lo. Será que vale a pena vender sua cota de consórcio, mesmo perdendo uma parte daquilo que você investiu para se livrar das dívidas?

Se você tem uma cota cancelada, ou já procurou saber como conseguir o dinheiro investido de volta caso desistisse do seu consórcio, sabe que só há três maneiras de ter acesso aos valores pagos: esperando o fim do seu grupo de consórcio, tendo a cota contemplada através do sorteio das cotas excluídas, ou vendendo sua cota para um terceiro.

Às vezes acontecem imprevistos e precisamos do dinheiro para alguma emergência, seja para quitar dívidas ou para outras necessidades que apareçam. Nessas horas, é comum que donos de cotas de consórcio busquem maneiras de ter acesso ao dinheiro que foi investido e que é seu.

Pensando nisso, veja abaixo dicas e informações importantes na hora de avaliar se vale ou não a pena vender seu consórcio.

PARA QUEM VENDER SUA COTA

Na hora de vender sua cota, o ideal é fazer negócio com pessoas ou empresas da sua confiança. Isso diminui o risco de golpes e você ainda tem a certeza de estar recebendo o melhor preço por sua cota de consórcio.

Vender para pessoas físicas: Vender sua cota para outra pessoa é uma das formas de reaver o dinheiro investido no seu consórcio. Porém, é preciso ter muita atenção para quem a cota está sendo vendida e combinar muito bem como será o processo de pagamento/transferência da cota.

Vale lembrar também que, vender sua cota para outra pessoa pode ser um pouco complicado, uma vez que nesses casos, geralmente sua cota precisa estar ativa e com os pagamentos em dia e, além de achar um comprador, ele precisa ser aprovado pela administradora para poder ocupar o seu lugar no grupo.

Vender para uma empresa especializada: Outra opção, é vender para uma empresa como a Consorciei, especializada na compra de cotas de consórcio. A Consorciei compra cotas de consórcio ativas e até mesmo canceladas ou com parcelas em atraso.

Além disso, a Consorciei tem parceria com as principais administradoras de consórcio do Brasil, e uma vez que já somos pré-aprovados por essas administradoras para adquirir suas cotas, o processo é muito mais rápido e menos burocrático, você não precisa nem sair de casa. A Consorciei também é Associada Especial da ABAC - Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio. O que traz muito mais segurança e confiabilidade para a venda da sua cota.

ANALISANDO PROPOSTAS

Uma das coisas mais importantes na hora de vender o seu consórcio, é saber analisar as propostas e, principalmente, entender quando ela é vantajosa para você. Para isso, existem alguns pontos a serem considerados:

DESÁGIO

Como sua cota representa um crédito futuro, para receber este crédito de forma adiantada existe um custo, esse custo é chamado de deságio. O deságio é a taxa de desconto que você terá no valor da sua cota.

COMO CALCULAR O DESÁGIO

Para calcular o deságio, basta pegar o valor que você teria a receber no final do grupo e subtrair pelo valor da proposta que você recebeu.

O valor a receber no final do grupo pode variar em cada caso, mas geralmente representa o valor que você já pagou por sua cota descontando a taxa de administração paga por você (que é um valor não reembolsável) e a multa de cancelamento (caso você não pague mais e cancele sua cota).

Para facilitar sua vida, a Consorciei já mostra o valor que você tem a receber no final do grupo na sua proposta, este valor é calculado utilizando os parâmetros do seu contrato, fornecidos diretamente da sua administradora, assim você não precisa ficar fazendo contas.

Como exemplo para o cálculo do deságio, vamos utilizar uma cota com o valor do crédito de R$100mil, taxa de administração de 20% e multa de cancelamento de 10% do fundo comum. No nosso exemplo vamos considerar que você pagou 50% do seu plano.

Sendo assim temos:
Valor total do plano: R$120.000,00
Total pago: R$60.000,00
Taxa de administração: -R$10.000,00 (20%)
Multa de Cancelamento: -R$5.000,00 (10%)
Valor a receber no final do grupo: R$45.000,00

Se o valor da sua proposta for, por exemplo, R$30.000,00, o deságio da sua cota será de 33,3%, pois R$30.000 é equivalente a 66,6% do que você teria a receber no final do grupo.

AFINAL, É VANTAJOSO VENDER SUA COTA OU NÃO?

Pode ser mais vantajoso vender sua cota ao invés de contratar um empréstimo ou menos vantajoso vender sua cota para pagar uma dívida. Para entender se vender sua cota será bom para você, é importante saber qual será a finalidade dada ao dinheiro recebido e comparar a taxa de deságio mensal da sua proposta de venda com a taxa de juros da dívida/empréstimo que você precisa regularizar.

COMPARANDO O DESÁGIO AO CUSTO DE OUTRAS SOLUÇÕES

Depois de encontrar o valor a receber no final do grupo e descobrir o deságio que você terá na sua cota, o próximo passo é calcular a taxa de desconto mensal que você terá da data da venda até o final do grupo, que é quando você receberia o seu dinheiro.

Para fazer isso, vamos considerar que sua cota esteja nas mesmas condições do exemplo anterior:

Valor a receber no final do grupo: R$45.000,00
Valor da proposta: R$30.000,00
Meses para encerramento do grupo: 50

A fórmula para encontrar a taxa de desconto mensal, isto é, a taxa de juros implícita dessa operação, é a seguinte:

(Valor a receber no final do grupo / Valor da proposta)  ^ (1 / Meses para encerramento do grupo) - 1

Nesse caso, seria:
(45.000 / 30.000) ^ (1/50) - 1 = 1,5 ^ 0,02 - 1 = 1,0081 - 1 = 0,0081 = 0,81%

Assim, a taxa de desconto mensal equivalente às taxas de empréstimo atuais é de 0,81% ao mês até o fim do grupo.

Para facilitar sua vida, preparamos uma calculadora onde você pode inserir os valores correspondentes a sua cota e descobrir o desconto mensal.

Agora, para saber se vale a pena vender sua cota, basta comparar essa taxa de deságio mensal com a taxa do seu financiamento ou empréstimo.

Se você pensa em usar o dinheiro para pagar uma dívida que já exista, para a melhor alternativa ser a venda do seu consórcio, os juros da sua dívida devem ser maiores que 0,81% ao mês, que é a sua taxa de deságio mensal. Caso os juros da sua dívida sejam menores do que este valor, é mais vantajoso continuar pagando sua dívida e manter seu consórcio.

Pronto, agora você já sabe como ter certeza de estar fazendo um bom negócio na hora de vender sua cota de consórcio para pagar suas dívidas.

TEM UMA PROPOSTA DA CONSORCIEI?

Clique aqui para finalizar a venda do seu consórcio.
Ou acesse este link para verificar a elegibilidade da sua cota.